AVVA Saúde

Nesses tempos delicados e desafiadores em que estamos, sinto que está se descortinando um mundo completamente novo para nós, como se a cada dia tivéssemos um presente para desembrulhar …


Novas relaçoes com o tempo, com o corpo, com o ritmo, com as memórias, com as paisagens que vemos, (sejam elas externas ou internas) ..


Sinto que precisamos lavar esses olhos , limpa-los de todos os registros conhecidos de percepção… aqueles que elegem de maneira repetida e conhecida o que ver, como ver …


Sabe olhos de criança? Para quem o mundo se descortina em novidades a cada dia?


Ou quando viajamos para um lugar de cultura completamente nova e diferente da nossa, e igualmente nos maravilhamos e desconcertamos com as experiências?


Pois sinto assim, é preciso esvaziar, esvaziar, esvaziar…
Permitir a esses olhos a visão do inaugural. Do primeiro. Do único. Do nunca antes descoberto.
Com informações pulsantes a serem desvendadas …
Precisamos resgatar-lhes a curiosidade…
A capacidade de se despir e se aventurar…
E permitir a visão do encantamento… Só assim re-encantaremos o mundo …